Identidade Visual

  • Partilha:

Imagem Gráfica

Para melhor identificação deste projeto e estabelecimento de uma associação imediata entre os produtos desenvolvidos e os destinatários, entendeu-se ser necessária a criação de uma imagem gráfica, que nos remete para a identidade gráfica da Diocese (já definida), bem como uma assinatura, em português e inglês.

Ao efetuar os estudos que nos conduziram ao layout final, foram ponderados os seguintes aspetos:

1. O Algarve é marcado:

  • pela sua localização, dum ponto de vista de geografia física, ao sul da Península Ibérica, como porta para o Atlântico e para África;
  • pela sua capacidade de acolher, dum ponto de vista de geografia humana, pessoas provenientes das mais distintas origens e condições sociais, económicas, etc.

2. Os motivos que nos levam a realizar viagens de turismo, como sejam: Lazer, Descanso, Paragem/tempo, Acolhimento, Encontro (com o outro e consigo próprio).

Esta última perspectiva do turismo (“Encontro”), desde logo referida por SS o Papa João Paulo II, parece-nos de facto, a mais cristã, pois se implica um momento introspectivo, implica também um disponibilidade para acolher o outro, logo respeito e tolerância.

Mas este encontro poderá ser mais profundo, indo à redescoberta, ou até mesmo descoberta, de Deus. Daí que o turismo seja, também, caminho de Evangelização, conforme refere o Concelho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, na sua Mensagem para o Dia Mundial do Turismo de 2011: “ Não nos podemos conformar com conceder visitas turísticas como uma simples pré–evangelização, mas deve funcionar de plataforma para realizar o anúncio claro e explícito de Jesus Cristo” (in: http://www.zenit.org/article-28398?l=portugues).

Assim, pensámos que o “Encontro” e em particular “O Encontro com Deus”, deveria ser a tónica do trabalho de construção de toda a identidade visual do projeto, tendo ficado definida a assinatura como:

Algarve, Encontro com Deus

ALGARVE, TOGHETER WITH GOD

O logótipo veicula, precisamente, a ideia de ligação entre pessoas e não apenas a ideia do encontro com Deus. As pessoas são o rosto de Deus nesta missão de acolher, de descobrir e de fazer conhecer o que de melhor temos e somos. Essas dimensões do que temos e somos, também presentes na identidade visual da Diocese, são visíveis no logótipo da pastoral do Turismo nos seguintes aspetos:

AR (presente na cor azul clara) – límpido e puro, cristalino, remete-nos igualmente para a pureza de Deus e para a perfeição da criação;

SOL (presente na cor amarela) – quente e acolhedor, presente quase sempre, ao longo do ano, confere-nos uma luz própria, que reconforta e acolhe, como Deus Criador;

MAR (presente na cor azul forte) – profundo, fonte de subsistência e de encantamento, imenso como o Amor do Pai;

TERRA (presente na cor verde) – Verde, rica, permite-nos contrapor a frescura ao calor e encontrar a serenidade no evoluir das estações, das tarefas próprias de cada uma delas e no ciclo da terra, tal como se encontra a serenidade na Sabedoria de Deus.

A ideia de encontro - encontro com Deus, encontro entre de todos os que acolhem e são acolhidos e encontro com aquilo que somos e temos - é expresso simbolicamente pela Cruz, que abraça todo o território e que, simultaneamente, nos permite a associação à palavra Turismo (T).